BLOG

Por que a mulher que corre machuca mais o joelho?

Não fique assustada, o número de lesões só aumenta quando não há um planejamento esportivo adequado e acompanhamento de um ortopedista especialista de joelho. Leia mais este capítulo do manual do corredor e descubra como.

Há alguns anos, muitos especialistas na área esportiva e na corrida vêm mencionando a maior predisposição para lesões no joelho da mulher corredora em relação ao homem. Além disso, não só uma maior prevalência, más uma diferença muito significativa, mostrando que a mulher corredora tem até 7 vezes mais chance de lesão nos joelhos.

Neste momento você deve estar se perguntando: Más, por que a mulher que corre machuca mais o joelho? Existe alguma diferença entre a musculatura da mulher que corre, em relação ao homem que corre? Existe algum fator externo que pode predispor a essas lesões?

Não existe uma resposta única, más, indícios de que o que ocorre é um conjunto de fatores relacionados a função mecânica da corrida.

 

VALGO DINÂMICO (Segundo estudos recentes, principal causa).

Existem três tipos de formato do joelho, o joelho normal – reto, o joelho varo – inclinado para dentro e o joelho valgo – joelho em X . Na biomecânica do movimento, quando o joelho tem uma tendência de ser valgo, o fêmur roda para dentro ( rotação interna) e deixa a patela mais para lateral, fazendo com que a mesma tenha uma diminuição do contato articular normal e aumentando a pressão e o risco de lesão da cartilagem.


Formatos dos joelhos

A musculatura que compensa essa tendência do fêmur rodar internamente é a musculatura do quadril ( glúteo médio e glúteo mínimo) e o músculo interno da coxa ( vasto medial). Na mulher, ocorre uma resposta atrasada do comando vindo do cérebro, para esta musculatura, fazendo com que o fêmur rode para dentro. Essa alteração foi denominada de valgo dinâmico.

O valgo dinâmico faz com que a cada passada na corrida, a mulher que corre, sofra microtraumas de repetição, em virtude do atraso da resposta neural. Esses microtraumas, a médio e longo prazo, desenvolveriam dor, desconforto e inchaço nos joelhos.

 


Figura mostrando a rotação interna do fêmur e a lateralização da patela no valgo dinâmico

 

FROUXIDÃO LIGAMENTAR:

As mulheres têm uma tendência a ter os ligamentos mais frouxos do que o homem. Ao longo do ciclo menstrual,as flutuações hormonais estimulam os receptores de estrogénio nos músculos, tendões e ligamentos levando a alterações na resistência dessas estruturas.

O efeito da hiperfrouxidão ligamentar sobre os joelhos, reflete-se na tendência a lateralização da patela, predispondo à lesão da cartilagem ( condromalácea).

 

 

Quais são as principais queixas e lesões que podem ocorrer?

 

Dor patelo femural: é aquela dor que aparece durante a corrida, principalemte em subidas e descidas, que muitas vezes pode limitar o desempenho ( leia mais)

 

Condromalácea: é a mesma dor que aparece na dor patelo femural, no entanto, já esxiste algum grau de lesão na cartilagem ( lembramdo que esse diagnóstico somente pode se rdado com um exame de ressonância magnética). ( leia mais)

 

Tendinite patelar: menos frequente que a dor patelo femural e a condromalácea, ocorre principamente por erros na passada.

 

UMA BOA NOTÍCIA

Geralmene, essas queixas e lesões são facilmente tratadas e raramente a cirurgia de joelho é necessária. O segredo do sucesso na recuperação e prevenção, é a identificação precoce do desequilíbrio muscular, principalmente da musculatura do quadril. Para isso, faça uma avaliação com seu ortopedista especialista de joelho ou seu  médico esportivo e continue correndo sem preocupações

 

Quer saber mais? CLIQUE

Manual do corredor

mais posts

Assessoria Médica Esportiva Serginho Moraes

Publicado em 18.11.2013
Categorias: Imprensa, Medicina Esportiva, MMA
Foto antes da cirurgia | Arquivo pessoal O lutador Serginho Moraes foi operado do joelho na manhã desta segunda-feira (18), após ter sido cortado na semana passada do…

MANUAL DO CORREDOR: FASCIÍTE PLANTAR

Publicado em 11.03.2015
Categorias: Manual do corredor, Medicina Esportiva, Ortopedia, Tratamento
É a principal causa de dor no calcanhar do atleta de corrida. Ao contrário do que se imaginava, o processo local não é inflamatório e sim degenerativo (desgaste)…

Dedé Pederneiras fala do treinamento de José Aldo

Publicado em 01.08.2013
Categorias: Medicina Esportiva, MMA, Ortopedia
Interessante saber que durante o treinamento preparatório para uma luta de MMA, normalmente, o lutador disputa um round a mais do que o determinado na luta oficial. Por…

Cuidados para evitar a desidratação

Publicado em 06.02.2014
Categorias: Medicina Esportiva
Desidratação, como todos sabemos, ocorre quando o corpo perde líquido. Por questão de fisiologia, os organismos vivos precisam de água para trocar reações, portanto, é bom ficar de…

Instagram