BLOG

Treinamento Funcional no Pilates

O treinamento funcional já existe há muito tempo, desde que os guerreiros eram treinados especificamente para seus combates, assim como os atletas gregos começaram a criar equipamentos e métodos de treinamento para melhorar a performance de seus atletas para a superação de resultados nas olimpíadas. Porém, na década de 90, foi criado um novo conceito para o treinamento funcional, que consiste em fortalecer o corpo por meio de padrões de movimento que reproduzem os movimentos do dia a dia.

O fisioterapeuta Fausto Lara, dono do “Estúdio Pilates Simetria”, em Curitiba, explica que no treinamento funcional é possível trabalhar todas as valências físicas como: equilíbrio, força, flexibilidade, resistência, coordenação e potência. “É possível alcançar os objetivos realizando movimentos que estão em nosso cotidiano, como empurrar, puxar, avançar, agachar, levantar, girar, entre outros”, diz Fausto. “Esse novo sistema de treinamento funcional baseia-se em fortalecer nosso CORE, pois é nele que está a nossa estabilidade em todos os movimentos passando por todos os planos que cortam nosso corpo”.

pilates-treinamento-funcional-fausto-lara-fisioterapeuta

Core

A musculatura estabilizadora do CORE consiste nos músculos transverso abdominal, obliquo interno e externo, multifidus, transverso espinhal, psoas, adutores do quadril, glúteo máximo e reto abdominal. Esse grupo muscular é a principal ferramenta que temos para estabilizarmos nossa coluna em todos os movimentos de nosso dia a dia, ajudando a preservar a coluna de qualquer compensação que possa ocorrer durante um exercício ou qualquer outro movimento que se realize.

pilates-treinamento-funcional-fausto-lara-fisioterapeuta-2

Fortalecendo o CORE dá para tornar o corpo mais equilibrado, otimizando, assim, seus padrões de movimento. Depois que essa base estiver sólida para os padrões de movimentos, o corpo estará apto para trabalhar melhor sua força para o dia a dia, tanto para um senhor que subirá um lance de escadas quanto para um atleta melhorar sua potência, força e precisão de movimentos.

Possibilidades

Com a ideia dos movimentos integrando várias musculaturas ao mesmo tempo, as consequências são:

  • A melhora da coordenação motora.
  • Aprimoramento dos movimentos finos da vida cotidiana.
  • Atletas conseguindo melhorar ainda mais seus movimentos durante sua atividade, seja ela uma manobra de um surfista ou um saque de um tenista.
  • Desenvolvimento da consciência sinestésica e controle corporal.
  • Melhoria da postura.
  • Melhoria do equilíbrio muscular.
  • Diminuição da incidência de lesão.
  • Melhora do desempenho atlético.
  • Estabilidade articular, principalmente da coluna vertebral.
  • Aumento da eficiência dos movimentos.
  • Melhora do equilíbrio estático e dinâmico.
  • Melhora da força, coordenação motora.
  • Melhora da resistência central (cardiovascular) e periférica (muscular).
  • Melhora da lateralidade corporal.
  • Melhora da flexibilidade e propriocepção.
  • Dentre outras qualidades necessárias e indispensáveis para a eficiência diária e esportiva.

Para isso, pode-se utilizar apenas o peso corporal, elásticos, bolas, corda, alteres e vários outros tipos de ferramentas para a pratica dos exercícios.

Quem pode fazer?

Mais uma vez, o fisioterapeuta Fausto Lara, explica que o treinamento funcional pode ser praticado por qualquer pessoa, não existindo nenhuma contra indicação, pois todos os exercícios são orientados para as necessidades individuais. “Todo o treino será montado dentro da realidade física de cada um e das atividades que essa pessoa pratica ao longo do dia. Logicamente, sempre antes de iniciar a prática qualquer atividade física deve ser feita uma consulta médica para verificar se há alguma restrição para o desenvolvimento da atividade”.

Acompanhe mais notícias pelo twitter @drdanielmma e na Fan Page facebook.com/ortopediadoesporte.

mais posts

Manual do Corredor: Fortaleça os Adutores

Publicado em 07.05.2016
Categorias: Manual do corredor
Adutores do quadril fracos podem originar dores no joelho. A musculatura interna da coxa são importantes para vários moviementos, sendo a principal, de estabilizar a pelve e o…

Manual do Corredor: Como ocorrem as lesões?

Publicado em 05.03.2015
Categorias: Manual do corredor, Ortopedia
Durante a corrida o corpo recebe sobrecargas de até três vezes o próprio peso. De forma gradual e, com o treinamento, o organismo se adapta naturalmente à absorção…

Irresponsabilidade na Copa

Publicado em 19.06.2014
Categorias: Ortopedia
O lateral da seleção uruguaia, Álvaro Pereira (joga no São Paulo), se recusou a sair de campo após sofrer uma concussão e ficar desacordado por pelo menos dois…

Assessoria Médica Esportiva Serginho Moraes

Publicado em 18.11.2013
Categorias: Imprensa, Medicina Esportiva, MMA
Foto antes da cirurgia | Arquivo pessoal O lutador Serginho Moraes foi operado do joelho na manhã desta segunda-feira (18), após ter sido cortado na semana passada do…