BLOG

Manual do Corredor. Corrida na Esteira ou na Rua

Sempre uma dúvida para quem esta iniciando ou até mesmo para o corredor mais experiente. Mas afinal, qual a diferença?

 

A corrida na esteira é mais fácil, uma vez que, existe um amortecimento do impacto em torno de 10%, prevenindo lesões. É indicada para corredores iniciantes, alternando ou não, com os treinos de rua, indivíduos com sobrepeso ou aquelas pessoas que estão realizando algum tratamento por uma lesão. Neste últímo caso, é altamente recomendado o retorno ao esporte através da esteira, uma vez que, é muito mais fácil corrigir erros de postura e movimentos errados. A corrida na esteira pode ser monótona e, ao longo do tempo, pode desestimular o praticante. Em contra partida, é uma opção excelente para cidades chuvosas ou com aquele inverno mais rigoroso.

Já a corrida na rua é mais estimulante e menos monótona. Além disso, existe a  variação de subidas e descidas, bem como, possibilidade de novos percursos a cada treino. Para o iniciante, a corrida na rua parece ser mais difícil, já que é mais difícil controlar a velocidade e cadência, fazendo com que geralmente se ultrapasse a zona de cansaço precocemente., comprometendo a corrida. Por este fato, tem-se a impressão de que a corrida na rua seja mais difícil, mas à medida que você melhora o seu condicionamento específico para rua, este desequilíbrio fisiológico vai se equilibrando.

 

Observação:

Apesar de o movimento ser muito parecido na rua ou esteira, não é completamente igual. Na esteira o corredor tende a dar passos mais curtos, aumentar a cadência (número de passos por minuto) e aterrissar mais com a parte central do pé em detrimento da aterrissagem com o calcanhar, observada mais na corrida em solo. A extensão do quadril (movimento da perna para trás) é maior na esteira e a amplitude de movimento do joelho também. Esses pontos fazem parte da descrição de uma corrida mais eficiente.

 

Dicas

Se o seu foco é correr na rua, treine mais na rua do que na esteira, lembrando sempre do princípio da especificidade fisiológica

Na rua, existem muitos fatores externos para interagirmos e para serem treinados. Por exemplo, as irregularidades do terreno, temperatura e controle da velocidade, fatores inexistentes na esteira

 

mais posts

O NOVO SUSTO DO SPIDER

Publicado em 04.11.2014
Categorias: MMA, Ortopedia, Tratamento
  Anderson Silva passou por um grande susto no fim da manhã de segunda-feira. Após um treino de jiu-jítsu na academia XGym, no Rio de Janeiro, o lutador sentiu…

Manual do Corredor: Como ocorrem as lesões?

Publicado em 05.03.2015
Categorias: Manual do corredor, Ortopedia
Durante a corrida o corpo recebe sobrecargas de até três vezes o próprio peso. De forma gradual e, com o treinamento, o organismo se adapta naturalmente à absorção…

Parabéns – 9 de outubro – Dia do Atletismo

Publicado em 09.10.2013
Categorias: Medicina Esportiva
História: Conjunto de atividades esportivas que envolvem corrida, salto e arremessos. Tem origem nas primeiras olimpíadas realizadas na Grécia antiga, em 776 a.c. Hoje, tornou-se um espetáculo mundial e…

CABMMA segue Comissão de Nevada e proíbe TRT

Publicado em 28.02.2014
Categorias: Medicina Esportiva, MMA
Após Vitor Belfort desistir da disputa do Cinturão dos Médios pela proibição do uso do TRT, Dr. Márcio Tannure, chefe do comitê médico da Comissão Atlética Brasileira de…

Instagram