BLOG

Manual do Corredor. Corrida na Esteira ou na Rua

Sempre uma dúvida para quem esta iniciando ou até mesmo para o corredor mais experiente. Mas afinal, qual a diferença?

 

A corrida na esteira é mais fácil, uma vez que, existe um amortecimento do impacto em torno de 10%, prevenindo lesões. É indicada para corredores iniciantes, alternando ou não, com os treinos de rua, indivíduos com sobrepeso ou aquelas pessoas que estão realizando algum tratamento por uma lesão. Neste últímo caso, é altamente recomendado o retorno ao esporte através da esteira, uma vez que, é muito mais fácil corrigir erros de postura e movimentos errados. A corrida na esteira pode ser monótona e, ao longo do tempo, pode desestimular o praticante. Em contra partida, é uma opção excelente para cidades chuvosas ou com aquele inverno mais rigoroso.

Já a corrida na rua é mais estimulante e menos monótona. Além disso, existe a  variação de subidas e descidas, bem como, possibilidade de novos percursos a cada treino. Para o iniciante, a corrida na rua parece ser mais difícil, já que é mais difícil controlar a velocidade e cadência, fazendo com que geralmente se ultrapasse a zona de cansaço precocemente., comprometendo a corrida. Por este fato, tem-se a impressão de que a corrida na rua seja mais difícil, mas à medida que você melhora o seu condicionamento específico para rua, este desequilíbrio fisiológico vai se equilibrando.

 

Observação:

Apesar de o movimento ser muito parecido na rua ou esteira, não é completamente igual. Na esteira o corredor tende a dar passos mais curtos, aumentar a cadência (número de passos por minuto) e aterrissar mais com a parte central do pé em detrimento da aterrissagem com o calcanhar, observada mais na corrida em solo. A extensão do quadril (movimento da perna para trás) é maior na esteira e a amplitude de movimento do joelho também. Esses pontos fazem parte da descrição de uma corrida mais eficiente.

 

Dicas

Se o seu foco é correr na rua, treine mais na rua do que na esteira, lembrando sempre do princípio da especificidade fisiológica

Na rua, existem muitos fatores externos para interagirmos e para serem treinados. Por exemplo, as irregularidades do terreno, temperatura e controle da velocidade, fatores inexistentes na esteira

 

mais posts

Sábado tem UFC Rio4 e hoje tem Neymar e Messi

Publicado em 02.08.2013
Categorias: Medicina Esportiva
Só para mencionar o quanto é perceptível a diferença publicitária de hoje em relação as estreias de Romário, Ronaldo Fenômeno, Rivaldo ou Ronaldinho Gaucho no Barcelona. Pouco se…

LUXAÇÃO DA PATELA, UMA LESÃO GRAVE

Publicado em 07.04.2015
Categorias: Cirurgia do Joelho, Medicina Esportiva, Ortopedia
Como conversamos anteriormente, a dor na patela é a dor mais frequente ao nível do joelho (20 – 40% das queixas). Na sua grande maioria, em virtude da…

NO PAIN, NO GAIN? Dor nos esportes, fique atento

Publicado em 02.10.2013
Categorias: Medicina Esportiva, Ortopedia
A dor é um fenômeno fisiológico de extrema importância para a manutenção da integridade dos órgãos e tecidos. É definida como “uma experiência sensorial e emocional desagradável associada…

Praticando corrida de rua saudável

Publicado em 23.09.2013
Categorias: Medicina Esportiva
A medicina conta com inúmeras especialidades, dentre elas a ortopedia, que utiliza métodos clínicos, físicos e cirúrgicos para tratar enfermidades relacionadas a partes do corpo como os músculos,…

Instagram