BLOG

Exercícios físicos não inibem o crescimento

Interessantes as matérias da medicina que provocam polêmica. Não no sentido pejorativo da palavra, e sim, as que geram debates em diferentes linhas de pensamento. Isso provoca o intelecto, exercita a pesquisa e incentiva os médicos a se manterem atualizados nos estudos.

Uma da pautas divergentes na área da medicina trata da relação da prática de atividade física (musculação) com a inibição do crescimento de um indivíduo. Há um mito, uma certa carência de explicação sobre esse assunto. Afinal, será que o jovem que faz exercícios físicos deixa de crescer? De acordo com o fisiologista Turibio Barros não. Barros diz, em texto publicado em sua coluna no site Globo,  que “a  musculação orientada não afeta o crescimento dos jovens. A verdade é que nenhum programa de exercícios vai alterar a estatura que é definida pela herança genética”.

A relação entre exercícios e crescimento é um tema importante a ser tratado.
Alguns dizem que exercícios mais “pesados”, de algumas modalidades, podem prejudicar o metabolismo de jovens ainda em formação. Já ouvi muitos opiniões a respeito disso, inclusive de alguns pais que carregam essa ideia consigo de maneira superficial. Por isso vale o comentário: se todos agirem com bom senso, dificilmente haverá prejuízo para a saúde.

O que quero dizer é que, por exemplo, se a prática hipertrofia for feita com meninos que não atingiram a puberdade, que nem sequer têm hormônios para esse tipo de prática, a coisa não vai dar certo. Na maioria dos casos, o próprio corpo vai dar um jeito de reagir negativamente impedindo tal prática, seja com alguma lesão ou um tipo de dor. A natureza é sabia.  Embora, em alguns casos raros, justamente por essa reação corporal, possa mesmo haver bloqueio no crescimento dos ossos e no seu desenvolvimento.  Mas o exagero e a falta de bom senso teriam que imperar para esses casos acontecerem.

Bom mesmo é levar o processo de amadurecimento físico de maneira ponderada, buscando em sua maioria os exercícios de resistência, como corrida (sem esquecer de orientação médica e do tênis apropriado), modalidades esportivas em grupo, entre outras necessidades. Turibi Barros ainda diz que “exercícios com pesos aplicados de forma orientada e racional não são proibidos para jovens e não vão prejudicar o crescimento”.

Aceleração do crescimento

O outro lado da moeda também é interessante. Há médicos recomendando exercícios para acelerar o crescimento. Algumas modalidades teriam o poder de dar ao jovem baixinho a chance de ganhar mais alguns centímetros. Outro mito. Se o criança ou adolescente, possuem uma herança genética é praticamente nula a ação externa para mudar isso. Esses códigos não se transmitem de maneira externa. Lembrando de que não estamos falando de desnutrição, reposição hormonal ou algo do gênero, estamos falando da pratica de atividade física, principalmente a musculação interferindo no crescimento de um jovem. Desconsiderando o exagero, isso é mito.

Mais informações e notícias pelo twitter @drdanielmma ou pela página do Facebook – facebook.com/ortopediadoesporte.

mais posts

Handebol feminino do Brasil é Campeão Mundial

Publicado em 22.12.2013
Categorias: Ortopedia
Parabéns para a seleção brasileira feminina de handebol pelo título mundial inédito. Durante anos como atleta desse esporte pouco valorizado no Brasil, fico muito feliz e esperançoso.

Tendinites no Joelho

Publicado em 27.04.2017
Categorias: Cirurgia do Joelho
      Tendinites no joelho O que é? Caracterizada por uma dor crônica ou aguda e espessamento dos tendões, a doença é um processo inflamatório que acomete…

Em ano de Copa a bruxa anda solta

Publicado em 17.04.2014
Categorias: Ortopedia
Em anos especiais como este de Copa do Mundo da FIFA no Brasil, jogadores de futebol de alto nível costumam sentir um frio na espinha só de ouvir…

Irresponsabilidade na Copa

Publicado em 19.06.2014
Categorias: Ortopedia
O lateral da seleção uruguaia, Álvaro Pereira (joga no São Paulo), se recusou a sair de campo após sofrer uma concussão e ficar desacordado por pelo menos dois…