BLOG

Cuidados para evitar a desidratação

Desidratação, como todos sabemos, ocorre quando o corpo perde líquido. Por questão de fisiologia, os organismos vivos precisam de água para trocar reações, portanto, é bom ficar de olho em algumas sensações corporais que funcionam como indicativos. O assunto está em alta por conta da maior onda de calor dos últimos 70 anos. Janeiro e fevereiro têm sido meses de pouca chuva, e muito sol, com sensações térmicas de 470, por isso é bom cuidar da saúde.

São três os tipos principais de desidratação:

  • A hipotônica, quando o organismo perde sódio.
  • A hipertônica, quando se perde água.
  • e a isotônica, perda de água e sódio.

Esse é um resumo didático para entendermos melhor como o corpo funciona, mas é claro que, de forma nenhuma, há perda exclusiva só de água ou só de sódio. Em nosso organismo, o tipo de desidratação mais frequente é a isotônica, de água e sódio.

Por mais que pareça bobagem alertar as pessoas sobre a importância de se beber água, esse é o primeiro passo para evitar a desidratação. Beba água suficiente, pois a perda de quantidades de água pela transpiração devem ser repostas. Essa relação entre beber água e perda de líquido do corpo é diretamente proporcional, ou seja, quanto mais você transpira mais água deverá beber.

Muitas pessoas associam a perda de líquido no corpo com a prática de atividade física, ou atividades profissionais que envolvam esforço físico. Isso é correto, mas não quer dizer que atividades menos robustas não possam causar desidratação. O calor, a transpiração e o mal-estar causado pela perda de líquido no corpo pode acontecer no escritório, em ambientes pouco climatizados, que não permitam a ingestão de água durante as atividades profissionais. É algo raro de acontecer, mas merece atenção. Observe sintomas como:

  • Olhos fundos.
  • Boca seca.
  • Irritabilidade.
  • Diminuição da elasticidade da pele.

Soro caseiro
O soro caseiro é uma das soluções que ajudam muito no controle da desidratação, principalmente em crianças. São elas as que mais sofrem no período de calor. Em sua solução vai:

  • 01 (um) copo d’água filtrada e fervida.
  • 01 (uma) pitada de sal.
  • 03 (três) pitadas de açúcar.
  • Misture bem.
  • Tome à vontade a cada 20 minutos e após uma eventual evacuação líquida, se houver diarreia.

Mas lembre-se! Sempre procure um médico antes de optar pela automedicação, principalmente se os sintomas não desaparecerem em 48 horas. Quando se trata da sua saúde é melhor não arriscar.

mais posts

Entendendo um pouco + a Ortopedia

Publicado em 19.09.2013
Categorias: Ortopedia
A Ortopedia tem relação com a Traumatologia, que é especialidade médica dedicada a cuidar dos traumatismos do aparelho musculoesquelético. O foco principal são o atendimento a lesões dos…

Dr. Daniel Carvalho no programa Nocaute

Publicado em 28.11.2013
Categorias: Imprensa, Medicina Esportiva, MMA
Um dos programas interessantes de rádio que falam sobre lutas é o Nocaute Transamérica. Às segundas-feiras, um convidado diferente vai ao estúdio para comentar as novidades e notícias…

Kelly Slater fratura dedos do pé esquerdo

Publicado em 05.11.2014
Categorias: Medicina Esportiva, Ortopedia
  Kelly Slater confirmou nesta Terça-feira em seu instagram que sofreu fratura em dois dedos do pé esquerdo enquanto treinava em Cloudbreak Fiji na semana passada. Segundo Slater,…

18 de Outubro – Dia do Médico

Publicado em 18.10.2013
Categorias: Medicina Esportiva
Parabéns a todos os médicos e suas famílias. É muito gratificante poder partilhar com os colegas data tão importante, que nos faz lembrar o quanto amamos a profissão.…