lesão do ligamento cruzado antrior curitiba

| 01.ago.2013 | Postado por

CIRURGIA DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR 

As lesões de ligamento cruzado anterior não podem ser suturadas, devendo ser substituído por um enxerto de tendão. O enxerto é uma parte de um tendão próprio ( autoenxerto) ou de doador cadáver ( aloenxerto – mais comum nos Estados Unidos). Basicamente utilizamos 3 tendões:

  1. Tendão patelar: estudos mostram que tem menor índice de frouxidão do que os demais. Alguns casos evoluem com tendinite patelar com melhora ao longo do tempo
  2. Isquiotibiais ou os chamados tendões flexores ( semitendíeo e grácil): por não terem plugs ósseos para a fixação, este tipo de enxerto pode ter um índice de frouxidão até 25% a mais do que o tendo patelar; Vantagem de uma cicatriz menor, porém com retorno tardio ao esporte
  3. Tendão do quadríceps: utilizado geralmente nas revisões de uma cirurgia ( quando o neoligamento rompeu) . Terceira opção de enxerto para uma reconstrução.

O objetivo da cirurgia do ligamento cruzado anterior é reconstruir o ligamento rompido para restabelecer a função, criando um joelho estável e sobretudo, evitar artrose precoce, uma vez que, a ausência desse ligamento ao longo do tempo leva ao desgaste da cartilagem. As taxas de sucesso deste procedimento alcançam resultados excelentes em torno de 95% dos casos e, as falências, somente em torno de 8%.

Fatores a serem considerados para cirurgia:

  1. Devem realizar a cirurgia: Pacientes ativos, adultos jovens ou de meia idade; Adolescentes ativos e esportistas
  2. Avaliar bem a indicação: crianças e idosos, não ativos

 

A CIRURGIA

Importante: antes da cirurgia, o joelho deve estar desinchado e com a amplitude completa da flexão e extensão. Joelho inchado e sem movimento completo, levam a complicações pós operatórias, como dor e rigidez articular. Geralmente, após a lesão, o processo de desinchar e ganhar amplitude de movimento leva em torno de três semanas. Importante nesta fase o acompanhamento de um fisioterapeuta

PREPARAÇÃO PARA CIRURGIA

Você passará por uma avaliação clínica, alguns exames de rotina ( Hemograma / Glicemia / Exames de função renal / Eletrocardiograma) e por uma avaliação com o anestesista, para identificar problemas que possam interferir com a sua cirurgia.

Antes da cirurgia, informe o seu médico sobre quaisquer medicamentos ou suplementos que esteja tomando e também, se possui alguma doença crônica.

NO DIA DA CIRURGIA

Voce precisará permanecer internado no hospital por 1 dia para recuperação e controle da dor. Chegue no horário orientado pelo seu médico, leve todos os seus exames de imagem e os exames de rotina pré- anestesia, respeitando o jejum orientado previamente.

ANESTESIA

A reconstrução do ligamento cruzado anterior do joelho pode ser realizada sob 2 tipos de anestesia:

  • Regional, é aquela que amortece da cintura para baixo ( peridural ou raquianestesia)
  • Geral

Na consulta pré anestésica, o anestesista irá ajudá-lo a decidir qual o melhor método para você.

O PROCEDIMENTO

lesão-ligamento-cruzado-anterior

1) Retirada do enxerto de tendão. Através de duas técnicas: Enxerto de tendão Patelar (tendão anterior do joelho) ou Enxerto de tendões flexores (tendões parte posterior do joelho).

lesão-ligamento-cruzado-anterior

2) Reconstrução do Ligamento – Artroscopia para retirar restos do ligamento e tratar lesões associadas (menisco, cartilagem e etc.).

lesão-ligamento-cruzado-anterior

2.1) Perfuração de um túnel ósseo na tíbia e no fêmur na posição anatômica do ligamento.

lesão-ligamento-cruzado-anterior

2.2) Passagem do enxerto de tendão pelos túneis ósseos.

lesão-ligamento-cruzado-anterior

2.3) Fixação do enxerto de tendão, geralmente com parafusos (existem diversos métodos de fixação sem diferença no resultado final).

RECUPERAÇÃO

Na grande maioria dos casos, a recuperação total para atividades esportivas leva 6 meses. Em poucos dias você já estará caminhando normalmente, sem auxílio de muletas e iniciando a sua fisioterapia, conforme prescrição do seu médico.

 

 CUIDADOS ( sempre siga as orientações do seu médico):

  • Inchaço:após a cirurgia o joelho normalmente incha e aparecem alguns hematomas na parte posterior e anterior da perna e pé. Realize compressas de gelo (20 minutos a cada 3 horas) mantendo a perna elevada. Pacientes que tem algum histórico de trombose, devem utilizar meia vascular de média compressão e as orientações medicamentosas de um cirurgião vascular
  • Curativo:é feito periódico nas 2 primeiras semanas. Após retirada dos pontos, não será mais necessário
  • Muletas:na grande maioria dos casos uso de muletas por 2 semanas, já apoiando o pé no chão.
  • Dirigir:após 3 semanas da cirurgia
  • Medicamentos:antinflamatórios e analgésicos serão prescritos conforme a necessidade.
  • Fisioterapia:o inicio precoce da fisioterapia é fundamental na recuperação.