BLOG

Benefícios do exercício na piscina

Há algumas semanas, respondi algumas perguntas para uma reportagem sobre atividades físicas na água. Achei o tema interessante e resolvi repassar para vocês os tópicos principais, pois não tenho certeza se a matéria do jornal vai para a internet. Em forma de perguntas e respostas, seguem algumas dicas importantes.

Quais são os benefícios que os exercícios feitos na água trazem para o corpo?

  • Fortalecimento muscular. A pressão hidrostática é a pressão que a água exerce sobre o corpo submerso. Proporciona resistência para os movimentos e ajuda no trabalho de força muscular.
  • Perda de peso. Em muitos casos, o mesmo exercício dentro da água queima mais calorias do que fora dela, em decorrência da resistência hidrostática já citada.
  • Melhora do condicionamento aeróbico. O esforço físico dentro da água interfere nas funções cardíaca e pulmonar, melhorando-as. Beneficia, principalmente, pessoas que possuem doenças respiratórias como a asma e o bronquite.
  • Baixo impacto para as articulações. O sistema musculoesquelético é menos agredido.

Em relação aos exercícios fora da água, quais os diferencias positivos?
O principal diferencial positivo é a ausência do impacto, principalmente em pacientes com sobrepeso e doenças articulares.

Que cuidados devemos ter ao fazer exercícios na água? Alguma preparação especial?
Assim como em qualquer atividade física, uma avaliação médica se faz necessária, para se conhecer a aptidão da pessoa para tal prática. Além do mais:

  • Em piscinas abertas, o protetor solar é imprescindível. Mesmo assim, poucas pessoas pensam desse detalhe, principalmente as de pele clara.
  • Os óculos de natação evitam irritações nos olhos.
  • O tampão de ouvido pode evitar problemas inflamatórios posteriores ao exercício.
  • E o uso de vestimentas adequadas e próprias para a atividade na água são fundamentais para o bom resultado.

Quais são os principais problemas de saúde que alguém que faz exercícios na água pode sofrer? Como evitá-los?
As doenças de pele e infecções de vias aereas superiores são comuns, como sinusite e infecções de ouvido. Cabe salientar ainda as lesões osteomusculares relacionadas com a sobrecarga de exercício e a falta de um preparo muscular adequado para a prática. Por isso, a orientação de um profissional médico e uma preparação prévia é a melhor forma de se evitar tais alterações.

DR. DANIEL CARVALHO
CRM/PR 20508
ESPECIALISTA EM ORTOPEDIA E TRAUMA ESPORTIVO

mais posts

MMA: Belfort pega Henderson pelos meio-pesados

Publicado em 06.11.2013
Categorias: MMA
No sábado 9 de novembro, o brasileiro Vitor Belfort e o americano Dan Henderson lutam em Goiânia pelos meio-pesados (até 93Kg), em evento que revive o Pride 32,…

Realinhamento Patelar (Luxação da Patela)

Publicado em 01.08.2013
Categorias: Cirurgia do Joelho, Ortopedia, Tratamento
Objetivo: Corrigir as alterações que levam à luxação da patela (deslocamento lateral da patela). Procedimento Geralmente ocorre uma associação de procedimentos dependendo das alterações encontradas. 1) Liberação lateral…

PROJETO EDUCAÇÃO CONTINUADA SBOT

Publicado em 06.08.2014
Categorias: Medicina Esportiva

Manual do Corredor: Síndrome da Banda Íleotibial

Publicado em 07.05.2016
Categorias: Cirurgia do Joelho, Manual do corredor
Dor no lado do joelho? Pode ser Síndrome da banda ileotibial, muito comum em corredores   Apesar de ser uma queixa muito comum no praticante de corrida, a…

Instagram