BLOG

As lesões estão presentes em todas as Copas

As lesões sempre preocuparam os atletas desde hoje e desde sempre. Muitas vezes, a resposta para a pergunta “por que o atleta precisa treinar tanto?” tem duas principais saídas: aperfeiçoamento técnico e condicionamento para evitar lesões.

No futebol, esporte de contato e de movimentos bruscos quase que ao estremo nas articulações dos membros inferiores, os treinamentos de fortalecimento muscular são bem direcionados, embora nem sempre deem conta de prevenir 100% das lesões, principalmente as torções de tornozelo.

Neste ano de Copa do Mundo no Brasil, pelo menos três atletas foram cortados de suas seleções por conta de torções e praticamente todas as equipes, às vésperas da estreia no Mundial, ainda têm atletas fazendo tratamento para poder jogar. Até o craque Cristiano Ronaldo, reconhecido por sua excelente forma física, quase ficou de fora por causa do joelho e de problemas musculares.

A bruxa está solta

Até parece que as senhoritas das vassouras estiveram muito interessadas na Copa do Mundo do Brasil. É tanto jogador cortado e com problemas que parece praga de torcedor. Mas não se enganem, as lesões são mesmo comuns durante o ano todo. Claro que a mídia está muito mais atenta na Copa e qualquer pisada em falso é motivo de manchete, acontece que em outros anos também foi assim, até mesmo para a Seleção Brasileira que já teve cortados mais recentes o zagueiro Ricardo Gomes, o craque Romário e o meia Emerson.

Quem não jogou a Copa

  • Marco Van Basten (Holanda)– 1994 > Sentiu uma lesão no tornozelo e não deu tempo de recuperar.
  • Ricardo Gomes (Brasil)- 1994 > Não jogou por conta de uma lesão muscular.
  • Romário (Brasil)- 1998 > Sentiu problema muscular e foi cortado pela equipe médica.
  • Juninho Paulista (Brasil)- 1998 > Levou uma entrada do lateral Michel Salgado e se machucou.
  • Fabrizio Ravanelli (Itália)- 1998 > Foi cortado por pneumonia.
  • Emerson (Brasil)- 2002 > Machucou o ombro durante treino recreativo.
  • Robert Pirès (França)- 2002 > Sofreu uma lesão no joelho que o tirou da Copa.
  • Santiago Cañizares (Espanha)- 2002 > Um vidro de perfume caiu e causou um corte profundo em seu pé direito.
  • David Beckham (Inglaterra)- 2010 > Sofreu lesão no Tendão de Aquiles antes da Copa.
  • Salvador Cabañas (Paraguai)- 2010 > Levou um tiro na cabeça que quase o levou à morte.

Dessa maneira, os cortes de jogadores do Mundial 2014 não causam surpresa, a não ser pelo número de atletas, 53 (até agora), e pelo tipo de lesão: entorse no tornozelo.

Lista dos cortados em 2014

Alemanha:

Holger Badstuber: Ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho direito.

Lars Bender: Lesão muscular na coxa direita.

Ilkay Gündogan: Lesão nas costas.

Marcel Schmelzer: Fibrose no joelho esquerdo.

Austrália:

Robbie Kruse: Ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho direito.

Rhys Williams: Ruptura no tendão de Aquiles da perna direita.

Trent Sainsbury: Fratura na rótula do joelho esquerdo.

Bélgica:

Christian Benteke: Ruptura no tendão de Aquiles da perna direita.

Silvio Proto: Fratura no antebraço esquerdo.

Koen Casteels: Fratura na tíbia da perna direita.

Chile:

Matías Fernández: Lesão no ligamento do tornozelo direito.

Colômbia:

Stefan Medina: Edema no tornozelo direito.

Aquivaldo Mosquera: Lesão na coxa esquerda sem tempo para recuperação.

Edwin Valencia: Lesão dos meniscos do joelho direito.

Radamel Falcao: Ruptura no ligamento anterior cruzado da perna esquerda.

Luis Amaranto Perea: Fisgada no músculo adutor da coxa esquerda.

Coreia do Sul:

Kim Jin-su: Lesão nos ligamentos do tornozelo direito.

Costa do Marfim

Arouna Koné: Lesão da cartilagem do joelho esquerdo, que já havia sofrido ruptura nos ligamentos e meniscos.

Costa Rica:

Bryan Oviedo: Fratura na tíbia e fíbula da perna esquerda.

Álvaro Saborío: Fratura do quinto metatarso do pé direito.

Rodney Wallace: Fratura na tíbia da perna esquerda.

Croácia:

Niko Kranjcar: Ruptura de um músculo da coxa esquerda.

Ivan Strinic: Lesão muscular na perna esquerda.

Ivo Ilicevic: Dores musculares nas duas pernas.

Equador:

Jairo Campos: Ruptura do tendão de Aquiles da perna esquerda.

Estados Unidos:

Stuart Holden: Ruptura no ligamento cruzado do joelho direito.

Espanha:

Víctor Valdés: Ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo.

Álvaro Arbeloa: Fratura na rótula do joelho direito.

Jesús Navas: Lesão no tornozelo direito.

Thiago Alcántara: Ruptura no ligamento interno do joelho direito.

Jesé Rodríguez: Ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho direito.

França:

Steve Mandanda: Fissura de uma vértebra cervical.

Clement Grenier: Lesão no adutor da perna direita.

Franck Ribéry: Lombalgia.

Gana:

Jerry Akaminko: Fratura no tornozelo esquerdo.

Honduras:

Arnold Peralta: Fadiga muscular.

Grécia:

Avraam Papadopoulos: Distensão no ligamento colateral do joelho direito.

Holanda:

Jetro Willems: Ruptura no ligamento do joelho esquerdo.

Kevin Strootman: Ruptura do ligamento anterior cruzado do joelho direito.

Rafael Van der Vaart: Lesão na panturrilha da perna direita.

Gregory van der Wiel: Tendinite no joelho direito.

Marco Van Ginkel: Ruptura do ligamento anterior cruzado do joelho direito.

Inglaterra:

Theo Walcott: Ruptura de ligamentos do joelho direito.

Jay Rodríguez: Ruptura de ligamentos do joelho direito.

Irã:

Ferydoon Zandi: Fratura na tíbia e fíbula da perna esquerda.

Itália:

Riccardo Montolivo: Fratura na tíbia da perna esquerda.

Giuseppe Rossi: Cirurgia do ligamento anterior na perna direita.

México:

Luis Montes: Fratura na tíbia e fíbula da perna direita.

Juan Carlos Medina: Lesão no tornozelo direito.

Nigéria:

Bright Dike: Lesão no tendão de Aquiles.

Portugal:

Armindo Tue Na Bangna “Bruma”: Ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho direito.

Rússia:

Roman Shikorov: Dores nas costas.

As lições que se tiram de situações como essa, para quem não é um atleta profissional ou é um atleta semiprofissional, são que é preciso manter o condicionamento físico em dia, treinar de maneira adequada para evitar lesões e fazer acompanhamento médico de maneira constante, não só para cuidar da saúde, mas para identificar se os movimentos estão sendo feitos de maneira correta, sem risco de prejuízo a longo prazo.

Mais notícias no twitter @drdanielmma ou na fan page facebook.com/ortopediadoesporte

Fonte Placar.

mais posts

Assessoria Médica Esportiva Serginho Moraes

Publicado em 18.11.2013
Categorias: Imprensa, Medicina Esportiva, MMA
Foto antes da cirurgia | Arquivo pessoal O lutador Serginho Moraes foi operado do joelho na manhã desta segunda-feira (18), após ter sido cortado na semana passada do…

ARP quer reforma na Pesagem das lutas

Publicado em 28.03.2014
Categorias: MMA
A pesagem em esportes de luta, como o MMA/UFC, é sempre um momento de sacrifício. Um dia antes de um evento, o atleta precisa entrar no peso de…

Duas notícias intrigantes para o MMA

Publicado em 27.09.2013
Categorias: Imprensa, MMA
A quinta-feira 26 de setembro foi não foi das melhores para o MMA. Depois de ter sido recentemente reconhecido como prática desportiva, duas notícias não muito boas assombraram…

Parabéns – 9 de outubro – Dia do Atletismo

Publicado em 09.10.2013
Categorias: Medicina Esportiva
História: Conjunto de atividades esportivas que envolvem corrida, salto e arremessos. Tem origem nas primeiras olimpíadas realizadas na Grécia antiga, em 776 a.c. Hoje, tornou-se um espetáculo mundial e…