BLOG

Avaliação Médica anual nos esportes

Independente do tipo de esporte, idade e nível de atividade ( profissional ou recreacional), todos, sim, todos os praticantes de atividade física devem passar por uma avaliação médica anual. Seja para iniciantes ou para aqueles que já praticam alguma atividade, o exame médico anual previne lesões e fundamentalmente minimizar os riscos da principal causa de morte entre os esportes: a morte súbita ( ocorre repentinamente, sem previsão, sem sinais de trauma ou violência, em adultos e crianças)

O exame médico anual é um importante instrumento para manutenção da saúde e segurança dos atletas 

Agende a sua avaliação ( somente através do link

https://dr-daniel-carvalho.reservio.com/

Atendimento somente particular ( exames serão solicitados pelo plano de saúde)

Valor da consulta R$ 300,00

Após a avaliação será fornecido ATESTADO MÉDICO PARA ATIVIDADE FÍSICA, bem como ORIENTAÇÕES para a prática da sua atividade específica.

 

mais posts

Congresso de MMA será realizado em setembro

Publicado em 13.08.2013
Categorias: MMA
É o primeiro congresso do esporte realizado no Brasil, com o objetivo de reunir pessoas envolvidas com o MMA, dentre elas árbitros, atletas, médicos, mídia especializada, empresários e…

Dr. Daniel Carvalho no programa Nocaute

Publicado em 28.11.2013
Categorias: Imprensa, Medicina Esportiva, MMA
Um dos programas interessantes de rádio que falam sobre lutas é o Nocaute Transamérica. Às segundas-feiras, um convidado diferente vai ao estúdio para comentar as novidades e notícias…

Cuidados para evitar a desidratação

Publicado em 06.02.2014
Categorias: Medicina Esportiva
Desidratação, como todos sabemos, ocorre quando o corpo perde líquido. Por questão de fisiologia, os organismos vivos precisam de água para trocar reações, portanto, é bom ficar de…

MANUAL DO CORREDOR: FASCIÍTE PLANTAR

Publicado em 11.03.2015
Categorias: Manual do corredor, Medicina Esportiva, Ortopedia, Tratamento
É a principal causa de dor no calcanhar do atleta de corrida. Ao contrário do que se imaginava, o processo local não é inflamatório e sim degenerativo (desgaste)…